Diesat defende testagem em massa da Covid-19 na população

27/11/2020 – Sexta-feira

Nesta semana, foi noticiado que o 6,8 milhões de testes RT-PCR, que detectam a presença da Covid-19 e são considerados os melhores insumos para tal, seria descartados entre dezembro deste ano e janeiro de 2021. O motivo é o prazo de validade, que está próximo de expirar.

Além desse montante que está próximo de vencer, o diretor de logística do Ministério, Roberto Ferreira Dias, afirmou que apenas 600 mil kits estão disponíveis para realizar a análise dos resultados.

Presidente do Conselho Nacional de Saúde, Fernando Pigatto gravou vídeo nesta semana em defesa da testagem em massa da população. “Testes estão perdendo a validade e não adianta o presidente da República culpabilizar quem quer que seja”.

Diesat – Para o coordenador-técnico do Diesat, Eduardo Bonfim, a classe trabalhadora é a principal exposta ao risco de contaminação e é necessário que haja uma política pública de prevenção de casos.

“Corroboramos com a posição do CNS e enfatizamos que a testagem em massa deva ser feita, principalmente nos trabalhadores que não podem executar suas funções de forma remota. Todas essas pessoas estão expostas ao vírus no ambiente de trabalho e no transporte público”, afirma Eduardo.

Related Posts
Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Facebook
WhatsApp
YouTube
LinkedIn
Share
Instagram